Professores da rede municipal de Capão Bonito participam do Pnaic

Pacto e iniciou a formação dos professores no Centro Educacional “Paulo Freire”

Notícia publicada em 22 de dezembro de 2017

FORMAÇÃO DE PROFESSORES ALFABETIZADORES – Garantir o direito à alfabetização plena a todas as crianças até os 8 anos de idade: esse é o desafio do Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa (Pnaic), compromisso formal assumido pelos governos federal, dos estados e municípios, implementado em 2012.

Capão Bonito também aderiu ao pacto e iniciou a formação dos professores da Rede Municipal (Educação Infantil e Fundamental) no Centro Educacional “Paulo Freire”.

O cronograma da formação terá continuidade em 2018.

Para alcançar essa meta, o Ministério da Educação (MEC) destinou um orçamento total de R$ 3,3 bilhões à iniciativa.

De acordo com o Balanço do Pnaic, divulgado pela Secretaria de Educação Básica (SEB/MEC), 5.420 municípios e todos os estados brasileiros já aderiram ao Pacto, que envolve 38 universidades públicas e atende mais de 7 milhões de estudantes até o momento.

“Ao aderir ao Pacto, os entes governamentais comprometem-se a alfabetizar todas as crianças até o 3º ano do Ensino Fundamental em Língua Portuguesa e em Matemática”, destacou o secretário municipal de Educação dr. José Dimas Cordeiro de Miranda.

O Pnaic tem quatro eixos de atuação: formação continuada de professores alfabetizadores; elaboração e distribuição de materiais didáticos e pedagógicos; avaliações; e gestão, controle social e mobilização.

No primeiro eixo, de acordo com o MEC, o objetivo é formar, ao longo de dois anos, educadores críticos, que proponham soluções criativas para os problemas enfrentados pelas crianças em processo de alfabetização. Além disso, espera-se que as escolas dialoguem com a comunidade em que se inserem, aprofundando a relação entre ambas e criando um espaço colaborativo, no intuito de alfabetizar todas as crianças até o final do 3° ano do ciclo de alfabetização.

De acordo com os dados da SEB, mais de 320 mil professores alfabetizadores já participaram desses cursos, tendo como apoio 35 cadernos de formação, que capacitam esses educadores.

Para a Secretaria Municipal de Educação de Capão Bonito, é fundamental que o professor alfabetizador tenha direito à formação continuada, algo que deve acompanhar esse educador ao longo de sua jornada docente.

“Os programas de formação têm garantido esse direito aos professores. A especificidade do Pnaic é que ele está vinculado a uma meta nacional e é avaliado por provas nacionais, que tornam essas formações mais articuladas às políticas públicas. Desse modo, o Pacto consegue mobilizar professores de diversas regiões do país em torno de um mesmo propósito e com base em um mesmo material pedagógico”, explica o secretário dr. José Dimas Cordeiro.

1269