Escolas Balangá e “Luquinha” realizaram VII Mostra Pedagógica

Mostra contou com exposição de trabalhos e apresentações. Durante o ano foram desenvolvidos projetos importantes no processo de aprendizagem dos alunos

Notícia publicada em 28 de novembro de 2017

A Escola Municipal Balangá e a Unidade Escolar Cristiano Lucas Ferreira – “Luquinha”, realizaram entre os dias 22 e 24 de novembro a VII Mostra Pedagógica que contou com exposição de trabalhos e apresentações de projetos, com presença alunos, pais e comunidade.

Foram desenvolvidos quatro temas de projetos: Projeto Leitura, Projeto Meio Ambiente, Projeto Brincadeiras e Projeto Arte.

Segundo a direção das Unidades Escolares, o Projeto Leitura surgiu como algo fundamental para garantir o desenvolvimento de habilidades necessárias à vida, pois a leitura leva a criança a sonhar, criar, inventar e construir pontes para superar cada obstáculo. “Uma das metodologias utilizadas foi a mala de leitura, em que cada aluno levava um livro para a casa e um dos membros da família ficava responsável em contar a história e a criança fazia o desenho de como entendeu e contava para toda a classe no dia seguinte. Além disso, os professores contavam histórias utilizando metodologias diferenciadas como fantoches, aventais, caixa de histórias, livros, entre outros”, explicou a diretora Ana Paula Ferraz.

Ainda de acordo com Ana Paula, o Projeto Meio Ambiente teve como objetivos despertar nas crianças valores e ideais de preservação da natureza e responsabilidade com água, planta e uso da energia elétrica. “A ideia foi de estimular as crianças para que percebessem a importância do homem na transformação do meio em que vive e o que as interferências negativas têm causado à natureza, além de reconhecer atitudes inadequadas para o meio ambiente”, falou.

No Projeto Brincadeiras foram resgatadas as antigas brincadeiras. “Os jogos e as brincadeiras na Educação Infantil podem ser trabalhados em diversas formas embasadas na perspectiva sociocultural, abordando a brincadeira como instrumento facilitador da aprendizagem. É papel da Educação formar pessoas críticas e criativas”, argumentou a coordenadora pedagógica Andréia Oliveira.

Já o Projeto Arte desenvolveu nas crianças a observação, a imaginação e a sensibilidade. Os artistas escolhidos pelos professores foram Gustavo Rocha, Aldemir Martins, Romero Britto, Van Gogh, Ivan Cruz, Tarsila do Amaral e Volp. “Esse tema é de grande relevância para os demais eixos, pois favorece o desenvolvimento integral das crianças”, ressaltou Andréia.

Para a diretora Ana Paula os projetos foram importantes no processo de aprendizagem dos alunos, pois possibilitou ao educador analisar e acompanhar as conquistas e dificuldades das crianças ao longo do aprendizado. “Foi uma oportunidade dos professores intervirem e modificarem sua prática para garantirem uma aprendizagem significativa para os alunos”, finalizou.

Os professores envolvidos nos projetos foram: Ana Maria, Neide, Mayara, Geni Aparecida, Lucimara, Mariane, Camila, Giovana, Geni Gomes, Soeli, Tereza, Rosângela, Cristiane, Elisete, Pedra, Fátima e Jacira.

1833